Faturação Eletrónica

Outras Soluções

Itália expande legislação para faturação eletrónica

Subscrever
Partilhar

Itália expande legislação para faturação eletrónica

 

O governo italiano tomou medidas importantes para ampliar o âmbito da legislação sobre faturação eletrónica, mais especificamente, ampliando o âmbito dos contribuintes sujeitos à emissão de fatura eletrónica e obrigações de compensação, a partir de 1º de julho de 2022.

A 13 de abril de 2022, o projeto de Lei, conhecido como a segunda parte do Plano Nacional de Recuperação e Resiliência (Decreto Legge PNRR 2 – Piano Nazionale di Ripresa e Resilienza), foi aprovado pelo Conselho de Ministros italiano (Consiglio dei ministri).

A expansão da legislação de faturação eletrónico em Itália é um elemento do pacote anti-evasão fiscal do governo e aborda, em particular, o avanço da transformação digital, um dos seis pilares do RRF.

 

Novos contribuintes no âmbito

 

O projeto de Lei PNRR 2 expande a obrigação de emitir faturas eletrónicas através da plataforma italiana, Sistema di Intercambio (SDI), para certos contribuintes isentos da legislação até ao momento. Isto significa que, a partir de 1 de julho de 2022, os seguintes contribuintes são obrigados a cumprir a legislação italiana de faturação eletrónica:

  • Contribuintes que beneficiam do regime de tributação fixa (regime forfettario)
  • Associações desportivas amadoras e entidades do terceiro setor com receitas até 65.000 euros

 

O regime forfettario está disponível para os contribuintes que cumpram requisitos específicos, permitindo-lhes adotar um regime de IVA de taxa fixa reduzida de 15%, sendo de 5% para novos negócios durante os primeiros cinco anos. Estes contribuintes estão, até agora, isentos da obrigação de emitir faturas eletrónicas e compensá-las através da SDI, de acordo com o Decreto-Lei n.º 127, de 5 de agosto de 2015.

Adicionalmente, as associações desportivas amadoras e entidades do terceiro setor com receitas até 65.000 euros que também estavam isentas da legislação da fatura eletrónica, são incluídas como novos sujeitos. A partir de 1º de julho de 2022, a faturação eletrónica passará a ser obrigatória.

A legislação exclui ainda microempresas com receitas até 25.000 euros por ano, sendo que a partir de 2024 serão obrigadas a emitir faturas eletrónicas com a SDI.

 

Período de adaptação introduzido

 

O projeto de Lei também estabeleceu um curto período de adaptação transitório de 1 de julho de 2022 até 30 de setembro de 2022. Durante este período, os contribuintes sujeitos à nova legislação podem emitir faturas eletrónicas no mês seguinte ao da realização da transação, sem estarem sujeitos a quaisquer penalidades. Isso dá aos novos sujeitos tempo para se adaptarem à regra geral de que as faturas eletrónicas devem ser emitidas dentro de 12 dias a partir da data da transação.

 

O que vem a seguir 

 

O texto definitivo do Decreto-Lei ainda não foi publicado no Diário Oficial Italiano; uma vez que este passo final for dado, o decreto se tornará formalmente lei, e o âmbito estendido tornar-se-á obrigatório. O início do segundo semestre deste ano traz mudanças significativas adicionais na Itália no que diz respeito à comunicação obrigatória de faturas transfronteiriças por meio do FatturaPA, também programada para começar em 1º de julho de 2022.

 

 

Transcrito do texto original: https://sovos.com/blog/vat/italy-expands-its-e-invoicing-mandate 

 

A Saphety foi adquirida pela Sovos.

 

 

Outros posts

Subscrever

Como se preparar para uma auditoria ao IVA

Como se preparar para uma auditoria ao IVA   Cada país e jurisdição têm leis e requisitos diferentes relacionados com o processo de auditoria do IVA. As autoridades tributárias podem realizar auditorias físicas ou por correspondência, sendo este último muitas vezes o caso  em que as sedes das empresas não é no país em questão. […]

Filipinas avança para relatórios obrigatórios de CTC

Filipinas avança para relatórios obrigatórios de CTC   As Filipinas continuam em constante avanço na implementação de um sistema de controlos de transações contínuas (CTC), que consiste em relatórios quase em tempo real de faturas e recibos emitidos eletronicamente. No dia 4 de abril, iniciaram-se os testes no Sistema de Faturação Eletrónica (EIS), plataforma do […]

Tendências de auditorias do IVA – foco da UE no E-commerce

Tendências de auditorias do IVA – foco da UE no E-commerce   Num relatório recente da Comissão Europeia (CE), foram publicadas diretrizes específicas não apenas sobre as melhores práticas, mas também sobre como os Estados-Membros da UE podem harmonizar o foco dos seus projetos de auditoria do IVA. Vimos uma mudança significativa do escrutínio de […]

Mais posts
Loading

    Links Rápidos