Saphety
18.7.2017

As vantagens e perspectivas da adoção global da faturação eletrónica

Quais as vantagens da utilização da fatura eletrónica?
A fatura eletrónica apresenta inúmeras vantagens, quer a nível do custo do seu processamento, da poupança ambiental e da pegada de carbono que reduz, bem como permitir um total controlo do processo de negócios das empresas que a utilizam, com a possibilidade de alavancar outros serviços como a confirmação em tempo real da receção das faturas ou serviços financeiros de adiantamento sobre as faturas eletrónicas

Qual o investimento necessário? Qual o tempo necessário para a implementação da solução?
O investimento necessário depende sempre do grau de integração e automatização da solução a ser implementada. Mais do que falar do investimento, importa falar do retorno do mesmo. Um projeto de faturação eletrónica tem um retorno de investimento em poucos meses (entre 1 e 6 meses), além de oferecer um melhor serviço às empresas com quem nos relacionamos, quer sejam clientes ou fornecedores.

Quais as poupanças expetáveis com a implementação de uma solução de faturação eletrónica?
As empresas que implementem uma solução de faturação eletrónica podem esperar até 10 euros de poupança por cada fatura recebida, e até 6 euros de poupança por cada fatura emitida, poupança essa que é obtida nas diferentes etapas do ciclo de processamento de cada fatura.

Qual o estágio de adoção de Portugal (deste tipo de soluções) face à União Europeia? E em relação ao resto do mundo?
Portugal é um dos países que se encontra a “meio do pelotão” ao nível da adoção da fatura eletrónica. Ainda estamos bastante atrás de países como o México ou o Brasil, que são vistos como referências ao nível da obrigatoriedade de utilização da fatura eletrónica, mas estamos bem posicionados no que à Europa diz respeito. Mas ainda há muito caminho a percorrer.

Qual o papel do Governo e do regulador na divulgação e implementação deste tipo de soluções?
Fundamental. Os exemplos dos países lideres a nível mundial na adoção da fatura eletrónica permitem constatar que a intervenção do Estado é crucial para a massificação da fatura eletrónica. A faturação eletrónica, além das vantagens evidentes para as empresas que optem por ela, trás uma clara vantagem para os Estados que a promovam, pois permite um aumento da coleta de impostos significativa, combatendo a economia paralela.

Qual o papel da Saphety na divulgação da fatura eletrónica em Portugal?
A Saphety assume-se como líder do mercado de faturação eletrónica. Estamos no mercado há mais de 16 anos, e desde sempre fomos os maiores impulsionadores da fatura eletrónica, através da criação de soluções inovadoras que permitam às empresas uma rápida adoção e obtenção máxima dos benefícios deste processo.

Esta é mais uma forma de exportar o conhecimento nacional? Qual o papel de Portugal (e da Saphety) na divulgação da fatura eletrónica em outros países? E em quais?
Sem dúvida. A vasta experiência da Saphety nesta área permite-nos endereçar outros mercados, como o mercado europeu, mas também a América Latina, com soluções muito inovadoras que criam uma vantagem competitiva em cada um desses mercados, mesmo nos mercados mais maduros. Neste momento além de estarmos presentes no mercado europeu, temos operações diretas no Brasil e na Colômbia

O que se prevê para o futuro da fatura eletrónica? Para onde irá evoluir?
Acredito que o futuro da faturação eletrónica passa pela massificação total. Não faz sentido nos tempos em que vivemos, continuar a imprimir uma fatura, pois seguramente essa fatura “nasceu” eletrónica. Se assim é, para quê desperdiçar recursos? Seguramente que nos próximos anos deixarão de existir faturas em papel, e as mesmas serão objeto de museu, tal como hoje são as máquinas de fax e os telex!

Poderá haver um modelo de fatura eletrónica europeia no futuro?
Sim. Um dos temas onde estamos muito envolvidos tem a ver com a interoperabilidade da fatura eletrónica. Terá que ser criado uma “língua franca” de faturas, para que todas as entidades envolvidas possam entender as regras e os atributos presentes em todas as faturas. Para atingir esse objetivo fomos parte ativa no grupo de trabalho do Comité Europeu de Normalização (CEN) que criou um standard para a troca de faturas eletrónicas entre empresas. Estamos neste momento num grande projeto financiado pela comissão europeia para a implementação desse standard nos principais hospitais da Península Ibérica.

A partir de que número de faturas emitidas é vantajoso utilizar a fatura eletrónica?
Eu diria que é sempre desvantajoso imprimir uma fatura. As infraestruturas existentes e o quadro legal em vigor já permitem a todas as empresas usarem a fatura eletrónica (além de outros documentos). Se assim é, porque continuam a existir tantas faturas em papel? Eu acho que é apenas uma questão de gestão da mudança, não tem propriamente a ver com custos ou investimentos.

Miguel Zegre EESPA.jpg


Entrevista a Miguel Zegre, Diretor da Unidade de Negócio de EDI & Electronic Invoicing da Saphety e atual membro do Comité Executivo da EESPA (eleito a 30 de novembro de 2017).

Subject: Portugal, 2017, EDI & Electronic Invoicing, SaphetyDoc

Saphety

Publicado por Saphety

Saphety (saphety.com) is a leading company in solutions for electronic documents exchange, electronic invoicing and data synchronization amongst companies. Currently, its client portfolio has over 3900 compa-nies and over 160 thousand users throughout more than 37 countries.