Jornal Económico
25.10.2019

Quem é Quem nas TIC em Portugal 2019

Experiência digital determinante na escolha do produto e serviço

Os ataques cibernéticos são o tema do momento para as empresas e gestores. Como se podem defender e como devem as entidades públicas preparar-se perante a crescente sofisticação dos criminosos que ultrapassam as security walls e criam disrupção nos negócios e na gestão do interesse público.

Forúm

Rui Fontoura
CEO | Saphety

Acredito que as organizações que prestam serviços online e as organizações que pelo seu tipo de atividade / visibilidade no mercado estão mais expostas a ciberataques, estão conscientes do risco e alocam bastantes recursos para minimizar os mesmos. Os ciberataques são uma realidade com que lidamos frequentemente. São constantes e nada indica que tendam a diminuir. Qualquer um dos diversos tipos de ataque possíveis pode colocar o negócio e a imagem da empresa em causa. Por outro lado, penso que a maioria das organizações, apesar de conscientes dos riscos, ainda opta por acreditar que tudo irá correr bem e que o mal só acontecerá aos outros. A Saphety dedica grande parte dos seus esforços na monitorização contínua de segurança da sua infraestrutura e aplicações, onde executamos ações de intrusão preventivas para descobrirmos as nossas eventuais vulnerabilidades antes que outros o façam.

A realidade supera muitas vezes a ficção. Veja-se o caso do Stuxnet (2010 – ataque que afetou significativamente o processo de enriquecimento de urânio do Irão) o caso Sony (2011 – 77 milhões de utilizadores impactados) só para mencionar alguns; ataques cuja complexidade indicia o suporte de grandes grupos ou mesmo Estados. Entre nós, no ano passado, um grande grupo de saúde português viu a sua operação afetada por um ciberataque. A cibersegurança é claramente um assunto de soberania dos Estados. Sobre modelos para garantir a segurança dos produtos devem desenvolver uma cultura de segurança. A experiência do utilizador já é um dos mais importantes fatores de sucesso de qualquer aplicação. Obviamente que as funcionalidades e o serviço que prestam ao utilizador são extremamente importantes, mas nenhuma aplicação, por mais relevante que seja, pode ter sucesso se a experiência de utilização não estiver à altura do que os utilizadores dos dias de hoje esperam. E os utilizadores são cada vez mais exigentes e toleram menos as pequenas falhas.

 

Anuário Quem é Quem nas TIC em Portugal 2019 publicado no Jornal Económico, a 25/10/2019. A Saphety está presente nas páginas 21, 66 e 67.

URL: https://cdn2.hubspot.net/hubfs/1889475/Documents/Clipping/2019/jornal-economico-experiencia-digital-determinante-na-escolha-do-produto-ou-servico.pdf

URL: https://cdn2.hubspot.net/hubfs/1889475/Documents/Clipping/2019/quem_e_quem_tic_jornal_economico_saphety.pdf

Subject: Portugal, International, 2019