Faturação Eletrónica

Outras Soluções

Equador: alterações na faturação eletrónica – Novembro 2022

Subscrever
Partilhar

Equador: alterações na faturação eletrónica – Novembro 2022

 

Devido à crise económica e à necessidade de o governo tomar medidas com vista ao crescimento económico e a tributação eficiente de impostos, em 29 de novembro de 2021, foi publicada no Diário Oficial do Equador a Lei Orgânica de Desenvolvimento Económico e Sustentabilidade Fiscal após a Pandemia de COVID-19. De acordo com esta lei, os contribuintes obrigados a emitir faturas devem ser incorporados no sistema de faturação eletrónica no prazo de um ano a contar da publicação.

 

Para cumprir tal medida, em 27 de maio de 2022, a Serviços de Receita Interna (SRI) publicou a Resolução NAC-DGERCGC22-00000024. Estabelece a obrigatoriedade da emissão de faturas eletrónicas aos contribuintes obrigados à emissão de faturas, qualificados como agentes de retenção, emitirem a versão do Anexo Transacional Simplificado (ATS) dos documentos de retenção. Estes contribuintes terão de adotar o regime de faturação eletrónica.

 

Novos contribuintes no âmbito da lei da fatura eletrónica

 

1. Os sujeitos passivos de Imposto sobre o Rendimento que estejam obrigados a faturar mas não obrigados a emitir faturas, recibos de venda, retenção na fonte e documentos complementares na modalidade eletrónica devem adotar o regime de faturação eletrónica na sua atividade até 29 de novembro de 2022.

 

2. As pessoas singulares e colectivas que não sejam consideradas contribuintes do Imposto sobre o Rendimento e que estejam obrigadas a faturar – mas não obrigadas a emitir faturas, retenção na fonte e documentos complementares na modalidade eletrónica – devem adotar o regime de faturação eletrónica na sua atividade até 29 de novembro 2022.

 

3. Os contribuintes obrigados a emitir notas fiscais, retenções e documentos complementares na modalidade eletrónica, conforme alíneas 1. e 2. que sejam habilitados como retentores pelo SRI, devem implementar a versão ATS dos documentos de retenção, seguindo a documentação técnica disponibilizada pelo SRI, até 29 de novembro de 2022.

 

Para fins de aplicação desta resolução, são sujeitos obrigados a faturar todos os contribuintes inscritos no Registo Único de Contribuintes (RUC) e que devem emitir e entregar faturas, retenções na fonte e documentos complementares de acordo com a regulamentação tributária vigente.

 

Pessoas com faturamento bruto anual inferior a USD 20.000 não se enquadram no âmbito desta resolução. Esses contribuintes são conhecidos no Equador como Negócios Populares.

 

Outras medidas adotadas na nova resolução

  • A partir de 30 de novembro de 2022, apenas os contribuintes responsáveis ​​pela emissão de notas de venda podem solicitar autorizações, alterações ou renovações para emissão de recibos através de máquinas de registo.

 

  • A partir de 30 de novembro de 2022, os contribuintes obrigados a emitir faturas, retenção e documentos complementares na modalidade eletrónica poderão solicitar autorizações para documentos pré-impressos apenas após terem obtido autorização para emissão de documentos eletrónicos no ambiente de produção do sistema de faturação eletrónica.

 

Novo limite para emissão de documentos pré-impressos

 

A resolução introduz um limite para as faturas ou recibos emitidos na modalidade pré-impresso, que não pode ultrapassar 1% do total de recibos emitidos no exercício anterior.

Os documentos pré-impressos só devem ser emitidos em casos excepcionais de contingência quando, por motivo de força maior ou caso fortuito, os contribuintes autorizados a emitir documentos na modalidade eletrónica não puderem gerá-los eletronicamente.

 

 

A manutenção gratuita da ferramenta será opcional para SRI

 

De acordo com esta resolução, o SRI poderá manter à disposição dos contribuintes uma ferramenta gratuita para criação de documentos eletrónicos sem prejuízo dos contribuintes que utilizem os seus próprios sistemas. Houve uma mudança significativa em relação à resolução anterior, que estabelecia que o SRI “manterá” esta ferramenta gratuita, indicando que a manutenção dessa ferramenta passou a ser opcional para o SRI.

 

O que se segue

 

De acordo com o plano original de implementação, o SRI tinha planos de expandir gradualmente a lei da faturação eletrónica para todos os contribuintes do país, com mais contribuintes programados para começar a emitir faturas eletrónicas a partir de 2023 e 2024. No entanto, com esta resolução, o cronograma da implementação obrigatória da fatura eletrónica foi alterado. Todos estes contribuintes devem começar a adotar o sistema de fatura eletrónica este ano até 29 de novembro de 2022, o mais tardar.

 

 

Transcrito do texto original: https://sovos.com/blog/vat/ecuador-november-2022-e-invoicing-changes/?utm_medium=social&utm_source=linkedin&utm_campaign=ecuador-november-2022-e-invoicing-changes&utm_term=vat-emea&utm_content=blog

 

A Saphety foi adquirida pela Sovos.

 

Outros posts

Subscrever

Faturação no Chile – operações de câmbio

Faturação no Chile – operações de câmbio   A Faturação no Chile foi alterada a 1 de dezembro de 2022,  aquando da entrada em vigor da resolução 66 dos Serviços Internos de Receita do Chile.   Este novo regulamento diz respeito às organizações com operações em moeda estrangeira. Bancos, corretoras de valores, casas de câmbio […]

Sérvia: Alterações às Leis de Faturação Eletrónica, Fiscalização e IVA

Sérvia: Alterações às Leis de Faturação Eletrónica, Fiscalização e IVA   A Sérvia está na reta final para implementar a fatura eletrónica obrigatória, que entrou em vigor a 1 de janeiro de 2023. Algumas alterações ainda estão a ser pensadas de modo a permitir a introdução total da faturação eletrónica obrigatória para B2B. Em 12 […]

Polónia: Faturação Eletrónica através do KSeF

Polónia: Faturação Eletrónica através do KSeF   Polónia publica projeto lei sobre faturação eletrónica obrigatória através do KSeF   A 1 de dezembro de 2022, o Ministério das Finanças da Polónia publicou o projeto lei que altera a Lei do IVA relativamente à introdução da fatura eletrónica obrigatória no Sistema Nacional de Faturação Eletrónica (KSeF). […]

Mais posts
Loading

    Links Rápidos