A faturação eletrónica no setor do retalho

Subscrever
Partilhar
Faturação Eletrónica no Setor do Retalho

O setor do retalho tem sido pioneiro na adoção de novas tecnologias para agilizar as suas operações diárias. Desde o início deste século que a faturação eletrónica tem sido uma ferramenta fundamental na desmaterialização dos processos de negócio e supply chain dos operadores do retalho e respetiva comunidade de fornecedores. Descubra os benefícios da faturação eletrónica neste setor, com níveis de adoção próximos dos 100%, e o que os líderes de mercado têm a dizer sobre a mesma.

 

Vantagens de adesão para o setor do retalho

A tendência crescente rumo à desmaterialização é facilmente explicada quando consideramos todas as vantagens da adesão às faturas eletrónicas para o setor do retalho.

 

Melhora a relação com os fornecedores

As faturas eletrónicas permitem evitar os problemas que o setor do retalho pode ter com os seus fornecedores. A faturação eletrónica evita o extravio de faturas em papel, o envio (acidental ou propositado) de faturas duplicadas e a dependência de serviços postais que podem por vezes ser lentos.

 

Acelera o ritmo de pagamentos

Visto que todas as faturas podem ser processadas eletronicamente – e são recebidas quase instantaneamente após serem enviadas – evitam-se os atrasos nos pagamentos, melhorando o cash-flow da empresa.

 

Permite a otimização das equipas

Deixa de ser necessário manter equipas especializadas para tarefas manuais muito monótonas (por exemplo, importar os dados das faturas para o sistema da empresa manualmente e arquivar faturas em papel). Agora as empresas podem delegar às suas equipas especializadas trabalho mais gratificante e valioso quer para os funcionários, quer para a empresa.

 

Diminui os custos monetários

Todas as vantagens até aqui mencionadas permitem às empresas poupar dinheiro no processo de receção e emissão de faturas. Quanto maior é a empresa maiores são as suas potenciais poupanças.

 

Reduz o impacto ecológico

O ambiente também tem a ganhar com a mudança para o sistema de faturação eletrónica. Privilegiar os canais digitais permite a poupança de toneladas de matérias-primas anualmente.

 

Os conselhos dos líderes de retalho

A Saphety organizou dez webinars sobre a faturação eletrónica nos diferentes setores de mercado. Durante a Saphety Talk dedicada ao retalho, representantes de duas empresas líderes deixaram conselhos às empresas que estão a considerar a emissão de faturas eletrónicas.

 

Nuno Abreu, Head of Information Technology na Unilever, incentiva as empresas a considerarem seriamente todas as vantagens que a faturação eletrónica tem, indo para lá da resistência natural que é sentida no início do processo.

Também Nuno Guerreiro, Head of Administrative Services na Sonae, aconselha a mudança e realça que a escolha do parceiro ideal para a gestão das faturas é crucial para que o processo possa ser o menos confuso possível.

 

A escolha de um parceiro, o seu know how e experiência, e de uma ferramenta de faturação eletrónica com todos os requisitos técnicos e legais pode ser um factor crítico para as empresas da área do retalho, a curto prazo. E pode transformar todas estas vantagens numa realidade para a sua empresa.

 

Os desafios da faturação a entidades públicas

O Decreto-Lei n.º 123/2018 determina a adoção da faturação eletrónica como obrigatória para as empresas que faturem ao setor público, incluindo fornecedores do setor do retalho. Os prazos, obrigatórios, são os seguintes:

  • Grandes empresas: 1 de janeiro de 2021
  • Médias e pequenas empresas: 30 de junho de 2021*
  • Microempresas: 31 de dezembro de 2021

* De acordo com o Despacho N.º 260 /2021-XXII, serão ainda admitidas faturas em PDF até 31 de dezembro de 2021.

Deve ser também realçado que todas as faturas passadas a clientes da administração pública têm de respeitar o formato CIUS PT (UBL 2.1).
Os retalhistas sem contratos públicos devem, também, considerar adotar esta nova modalidade de faturação pois para além de modernizar e agilizar processos, existem poupanças significativas que devem ser consideradas.

 

 

 

Outros posts

Subscrever

A transformação digital em Portugal no setor das utilities, segundo a Galp

O setor da utilities é um setor que desde muito cedo tem procurado desmaterializar os seus processos de faturação.

A transformação digital em Portugal nos setores da banca e dos seguros

Têm sido realizadas várias edições das Saphety Talks, um ciclo de webinars dedicados a faturação eletrónica, realizado em parceria com a IDC, uma iniciativa que conta com a presença de operadores de referência em vários setores de atividade e com a qual a Saphety procura promover a partilha de experiências e discutir os principais desafios […]

Faturas em PDF

As faturas em PDF são legais? Os mitos e as verdades

As faturas eletrónicas são já obrigatórias para muitos negócios e vieram para ficar. No entanto, ainda existem dúvidas no que toca a este tipo de faturação. Por exemplo, nem todas as empresas e organizações compreendem a legalidade das faturas em PDF. Ao longo deste artigo, iremos clarificar o assunto para que possa assegurar que a […]

Mais posts
Loading